A chegada da Certificação Digital via Blockchain no Brasil
A chegada da Certificação Digital via Blockchain no Brasil
30 de agosto de 2019 0

Quando você escuta falar sobre blockchain, muito provavelmente lembra das bitcoins. E você não errou em pensar desta maneira. 

As criptomoedas foram mundialmente faladas quando surgiram. Muito por causa dos milhões de dólares movimentados e valorização descontrolável da moeda. Mas o foco aqui é a segurança que estas transações permitem aos usuários. Com a certificação digital via blockchain não é diferente. 

Continue a leitura para saber mais.

A chegada da certificação digital via blockchain 

Todos os profissionais formados têm diplomas. Aqueles papéis que alguns penduram nas paredes, e que quase nunca vai ser usado pra nada. 

Mas as informações destes diplomas são muito importantes. Se eles coubessem na carteira, ficaria mais fácil de provar a nossa formação, certo? 

E se pudéssemos enviá-los por e-mail? Colocá-los no nosso perfil do LinkedIn? Foi pensando nisso que surgiu a certificação digital via blockchain

A Brasil Open Badge foi a primeira empresa nacional a unir a tecnologia de segurança da blockchain com o conceito de Open Bagdes, já utilizado em empresas internacionais como a NASA (isso mesmo, a agência espacial) e faculdades gigantescas, como Harvard e MIT (Instituto de Tecnologia de Massassuchets). 

Não é pra qualquer um. 

Open Badges: uma novidade que só cresce 

O conceito de certificação digital via blockchain ainda é novo no Brasil. Mas isso não significa que ele não é reconhecido. 

As empresas percebem cada vez mais a necessidade de engajar seus colaboradores. E o reconhecimento através de medalhas próprias (podemos chamar as badges assim. Afinal, estamos no Brasil) é um caminho muito bem-vindo para um mundo tão tecnológico quanto o nosso. 

A segurança dos dados cria uma rede de confiabilidade. A empresa ou escola poderá emitir as medalhas necessárias para reconhecimento dos colaboradores e alunos, enquanto estes poderão, finalmente, divulgar e compartilhar suas conquistas e formações através das redes sociais e assinatura dos e-mails. 

Uma tecnologia moderna e inovadora para uma era cada vez mais rápida e digital. 

As medalhas já estão funcionando no Brasil 

Nós, da Brasil Open Badge, temos trabalhado duro para ajudar as empresas com a emissão de certificação digital via blockchain. E temos bons exemplos para compartilhar com você. 

Desde 2016, quando começamos nosso trabalho no Brasil, já ajudamos tanto empresas quanto instituições educacionais. 

Alguns bons exemplos da boa utilização das badges são:

  • SETA Desenvolvimento Gerencial:

Referência no Brasil em programas de treinamento empresarial e consultoria na área de Gestão e Liderança, a SETA implementou os certificados digitais no seu escopo de trabalho. O nível de exposição da marca aumentou consideravelmente, pois os ganhadores compartilharam seus badges nas redes sociais. 

  • Universidade Anhembi Morumbi:

Seguindo os passos das grandes universidades dos EUA, a Anhembi Morumbi adotou os diplomas digitais. Seus alunos podem comprovar a formação acadêmica de maneira muito mais prática e moderna, sem necessidade de levar o diploma para uma entrevista de emprego.

  • Oi Telefonia Celular:

Não só de instituições de educação vivem os badges. Empresas como a Oi usam treinamentos internos para emitir medalhas a seus colaboradores, gerando valor ao ambiente de trabalho. 

Que a certificação digital via blockchain chegou para ficar, isso nós sabemos. O mundo está cada vez mais digital, e as gerações de alunos e colaboradores estão evoluindo lado a lado com a tecnologia. 

Cabe às empresas evoluírem no mesmo ritmo, e entregarem soluções digitais que as permitam crescer cada vez mais, garantindo a segurança dos dados e ganhando a confiança de todos os envolvidos. 

Entre em contato com a nossa equipe para saber como a sua empresa pode ganhar com a certificação digital via blockchain.

Confira também:

Descubra como é formada uma medalha digital com a Brasil Open Badge

Como fazer um bom networking usando medalhas digitais

Deixa um comentário