Transformação digital: como a pandemia acelerou o processo de inovação
Transformação digital: como a pandemia acelerou o processo de inovação nas empresas
9 de junho de 2021 0

Será que a transformação digital veio para ficar?

Certamente a resposta é sim! Sabemos que muitas mudanças que eram apenas tendências agora fazem parte de uma transformação digital consolidada. Por exemplo, quem diria que o home office seria mais comum que o trabalho presencial? Ou que as reuniões de negócios seriam todas por vídeo chamada? Isso sem contar nas aulas EAD do ensino primário!

Não há dúvidas que a pandemia do COVID-19 trouxe mudanças significativas em nossa rotina. Tanto na vida pessoal quanto no mundo corporativo. Mas, será que tudo isso veio para ficar ou é apenas questão de tempo até voltarmos ao “normal”?

Responda essas e outras questões ao longo deste artigo!

A transformação digital no mundo corporativo

Atualmente, a maioria das empresas está trabalhando com home office ou trabalho híbrido (mescla entre o trabalho remoto e presencial). Por isso, a utilização de plataformas online que permitem reuniões de vídeo chamada já são amplamente aceitas e utilizadas no mercado. Não temos mais a obrigatoriedade de viajar para uma reunião ou entrevista, por exemplo.

Além disso, ferramentas online que ajudam na hora de gerir equipes, entregas, performance e vendas também ganharam força. Não é à toa que nos últimos 12 meses muitas soluções digitais foram desenvolvidas para atender todas as demandas corporativas.

Afinal, não podemos negar que existem grandes desafios ao manter operações 100% remotas, não é mesmo? Por exemplo, como o líder consegue manter uma boa comunicação com a equipe? Quais estratégias o RH pode usar para continuar estimulando a participação em treinamentos online? Como avaliar o clima organizacional com a equipe distante?

Para cada uma dessas perguntas, já existe uma solução digital. Ou seja, em poucos meses a sociedade conseguiu inovar para se adaptar à essa nova realidade. E, apesar dos desafios, existem muitos fatores positivos que geram reflexões importantes nos gestores sobre voltar ou não ao antigo normal.

Novas práticas entre as instituições de ensino

Além disso, a transformação digital impulsionada pela pandemia também trouxe mudanças significativas nas instituições de ensino. Seja em escolas primárias, do ensino médio, superior, idiomas ou cursos livres. Todas tiveram que se adaptar ao método EAD para manter operações durante as fases de restrição da pandemia.

Entretanto, sabemos que no caso da educação existem muitos fatores e variáveis complexas que inviabilizam a permanência 100% remota, especialmente nos casos do ensino primário, fundamental e médio. Por isso, no pós pandemia as escolas devem fazer algumas adaptações para manter o ensino presencial, mas com o apoio cada vez maior de itens tecnológicos e práticas inovadoras.

Gameficação

Sabemos que prender a atenção e aumentar o engajamento dos alunos à distância não é tarefa fácil! Por isso, a transformação digital fez com que a maioria das instituições de ensino tivessem que criar soluções e estratégias. Dentre elas, uma que ganhou ainda mais espaço no mercado foi a gameficação.

E um bom exemplo disso são as medalhas digitais certificadas, também conhecidas como badges. Hoje ela representa o que há de mais moderno e tecnológico para certificação digital. E, além de garantir veracidade e maior credibilidade no mercado, elas também facilitam a criação de estratégias como a gameficação.

Tanto as instituições de ensino como as Universidades Corporativas já conseguem estimular a participação e finalização de cursos ou treinamentos. Quanto mais o aluno/colaborador se dedicar nos estudos, mais badges ele acumula na sua trilha de conhecimento.

Ou seja, no final das contas todos saem ganhando. As empresas conseguem aumentar o faturamento e os participantes melhoram suas qualificações no mercado.

Serviços por assinatura

Outra novidade inovadora, principalmente nas instituições de curso livre, de idiomas ou profissionalizantes são os serviços por assinatura. Durante esse período de pandemia notamos que algumas escolas começaram a oferecer acesso livre aos cursos de suas plataformas em troca de pagamentos mensais acessíveis, assim como o Netflix.

Dessa forma, as empresas garantem receita recorrente, favorecem a satisfação dos clientes e estimulam os alunos na jornada do conhecimento.

Como será o novo normal?

Essa é uma reflexão difícil de responder. Mas, sabemos de uma coisa: a transformação digital veio para ficar! Grande parte das novas soluções digitais ou estratégias inovadoras das empresas e instituições de ensino devem permanecer.

Vale lembrar que apesar das inúmeras dificuldades, todo esse processo trouxe resultados e mostraram novos caminhos que podem ser lucrativos para os gestores, profissionais e alunos. Por isso, devemos sempre estar atentos às práticas do mercado para manter o negócio atualizado e ativo diante dos concorrentes.

E você, o que acha do assunto? Deixe nos comentários a sua opinião sobre a transformação digital e o novo normal.

Deixa um comentário